31.1.13

Semi-Vegetariana - O que é que eu como?




Olá a todos,
No post de hoje vou partilhar os motivos que me levaram a tornar-me semi-vegetariana e as diferenças entre o tipo de alimentação que fazia e a que faço actualmente.

O motivo principal que me levou a adoptar uma alimentação mais saudável e cuidada foi a saúde. Há muitos anos que tenho hipoglicemia, algum peso a mais e problemas de circulação. A minha alimentação incluia muita carne, farinhas brancas, açúcar, comida fast-food, fritos, poucos vegetais e quase nenhuma fruta. O resultado mais óbvio foi o excesso de peso e o desiquilibrio no metabolismo dos açucares. Cheguei a pesar mais de 100 kg,  tinha fequentemente sensação de fome e todos os dias tinha um ou mais episódios de mal estar devido à hipoglicemia. 
O que realmente me impulsionou a fazer a mudança na alimentação foi o desejo de perder peso e, mais recentemente, um episódio de infecção. No decurso do tratamento descobri que o meu sistema imunitário estava debilitado e comecei a pesquisar sobre formas naturais de o fortalecer.
Eencontrei muita informação e depois de tomar consciência dos erros que tinha cometido ao longo dos anos,  tive motivação suficiente para mudar gradualmente a minha alimentação. Esta minha mudança tem sido um processo que inclui uma fase de transição ainda em curso.

Quando digo que me tornei semi-vegetariana, o comentário das pessoas é quase sempre o mesmo: "Então, estás de dieta, o que é que comes?"

Respondo com um sorriso e explico sucintamente o tipo de alimentação que faço.


As Mudanças

~ Comecei por eliminar a carne da minha alimentação mas continuo a consumir esporadicamente ovos, alguns peixes (sobretudo atum fresco, salmão, cavalas, sardinhas, perca, corvina, pargo, tamboril, choco, lula e polvo), marisco (quase sempre camarão, sapateira e ameijoas), mel, e productos lácteos: leite magro, iogurte natural, queijos e um pouco de manteiga mas sempre magra. 
~ Procuro evitar ao máximo as farinhas brancas, o açucar branco (uso stévia e açucar de cana integral ou, à falta destes, acúcar mascavado), o óleo e a margarina. Como massas e arroz integrais e uso farinha de trigo, de cevada integral, de espelta e por vezes farinha de milho e mandioca.

~ A gordura alimentar que previligio nos meus cozinhado é o Azeite Extra Virgem e, com menor frequência, uso óleo de girassol, amendoim ou de côco. 
~ Introduzi na alimentação as Sementes: Linhaça, Sésamo claro e escuro, Chia, Girassol, Abóbora e Papoila. 

~ Compro pão de cereais integrais e sementes, por vezes de milho ou centeio.  

~ Comecei a substituir o leite de vaca por leites de origem vegetal, sobretudo de Amêndoa e bebida de Quinoa.

~ Eliminei completamente os sumos embalados e refrigerantes, só bebo sumos de fruta natural, água com pH elevado e, em algumas refeições, vinho tinto. Reduzi o consumo de café, uso cevada e aumentei o consumo de chás de ervas. 

~ Como uma menor quantidade de comida e mais vezes ao dia.  As minhas refeições tendem a ser um prato principal acompanhado de diversos pratinhos: ex: legumes cozidos a vapor e depois temperados, saladas diversas, molhos com fruta, etc.

~ Reduzi muito (quase eliminei) o Sal e passei a utilizar nos meus cozinhados mais especearias, ervas aromáticas secas e frescas e por vezes Flôr de Sal. Sal dos Himalaias também é uma boa opção.

Em poucas semanas, comecei a notar diferenças significativas: Perdi peso sem aumento de actividade física, notei melhorias na pele, melhorias no estado de humor, comecei a combater a infecção mais eficazmente e os episódios de mal estar diminuiram bastante - actualmente são mesmo muito raros.

Vejo esta mudança na minha alimentação não como uma dieta ou um sacrifício mas sim como uma melhoria no meu estilo de vida e um investimento a longo prazo na minha saúde. As refeições que cozinho são deliciosas, como com prazer e devagar mas desde que deixei de ter os "ataques" de hipoglicemia que noto uma tendência a só comer apenas quando tenho mesmo fome- o que me dificulta um pouco a prática do "comer mais vezes a miúdo". 

Pessoalmente, penso que este é um caminho que uma vez nele, já não vou conseguir nem quero voltar atrás!
Entretanto, decidi criar uma nova secção aqui no blogue intitulada "Comida e Receitas Vegetarianas" onde irei incluir os posts que se possam encaixar nesta temática e as receitas vegetarianas (incluindo lacto-vegetarianas) que vou fazendo.

Até Breve xx

Sem comentários: